Home / Moral Cristã / Bioética - Vida - Aborto / Entendendo à Bioética

Entendendo à Bioética

dna_artigoNa metade do século XX, em 1970, um bioquímico norte-americano chamado de Van Potter se dedicado à investigação ontológica na Universidade de Wisconsin, em seu artigo [BIOETHICS, THE SCIENCE OF SURVIVAL] Bioética, a ciência da sobrevivência, utilizou o termo “BIOÉTICA”. No seguinte, Potter escreve a obra [BIOETHICS: BRINDGE TO THE FUTURE] Bioética: ponte para o futuro, cujo propósito primeiro era buscar uma saída para o progressivo desequilíbrio criado pelo homem na natureza.

A intenção de Potter era desenvolver uma ética das relações vitais, dos seres humanos entre si e dos seres humanos com o ecossistema. O compromisso com a preservação da vida no planeta tornou-se, desta forma, o cerne de seu projeto, que possuía como característica principal o diálogo da ciência com a humanidade. De acordo com Potter, existem duas culturas que, aparentemente, não são capazes de se comunicar: a da ciência e a das humanidades. Esta deficiência transforma-se numa prisão e põe em risco o futuro da humanidade, que não será construído só pela ciência ou, exclusivamente, pelas humanidades. Somente através do diálogo entre [ciência e humanidades] será possível a construção de uma [ponte para o futuro].

A “BIOÉTICA” é uma das áreas do conhecimento humano que mais vêm crescendo, nos últimos 40 anos, em todos os quadrantes do planeta, desde a intuição pioneira de Van Potter, em 1970, ao cunhar esse termo, tornando-se hoje a disciplina, por excelência, que trata de analisar a ética da qualidade da vida humana e planetária nesse mundo novo e ético da ciência e da tecnologia, e, junto a suas forças econômicas e políticas transformadoras de nossa vida e da natureza, sua importância para o mundo atual vem se tornando imensa.

Portanto, a “BIOÉTICA” como ciência transdisciplinar que é, relaciona-se com uma série de outras disciplinas, como a filosofia, a ética, a moral, a psicologia, a antropologia, a teologia moral, a sociologia, a política, a economia, as religiões e a ecologia e todas as demais ciências, estendendo-se semanticamente à ecobiologia e ao níveis como uma verdadeira ciência com o estatuto próprio.

As definições e suas implicações de cada disciplina serão vista no decorrer da semana no blog/site.

CITAÇÕES

MOSER, Antonio e André Marcelo M. Soares. Bioética: do consenso ao bom senso. Petrópolis-RJ: Vozes, 2006.

MARÍNO JÚNIOR, Raul. Bioética global: princípios para uma moral mundial e universal e de uma medicina mais humana. São Paulo: Hagnos, 2009.


Frade Franciscano da Ordem dos Frades Menores da Custódia São Benedito da Amazônia. Formação acadêmica: Graduação em Filosofia pela Faculdade Salesiana Dom Bosco – Manaus –AM, Pós-graduação em Bioética pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro em parceria com a Comissão Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e com a Pontifícia Academia para Vida de Roma.

Check Also

Fraternidade, saúde pública e aborto (I)

A Quaresma iniciou no Brasil e esse ano a Igreja Católica propõe como tema da …