Home / Patrística / Refutação a acusação de Idolatria dos Cristãos

Refutação a acusação de Idolatria dos Cristãos

padres_apostolicosExórdido

Excelentíssimo Diogneto, vejo que te interessas em aprender a religião dos cristãos e que, muito sábia e cuidadosamente, te informaste sobre eles; Qual é esse Deus no qual confiam e como o veneram, para que todos eles desdenhem o mundo, desprezem a morte, e não consideram os deuses que os gregos reconhecem, nem observam a crença dos judeus; que tipo de amor é esse que eles tem uns para com os outros; e, finalmente, por que essa nova estirpe ou gênero de vida apareceu agora e não antes. Aprovo esse teu desejo e peço a Deus, o qual precisamente tanto nosso falar como o nosso ouvir, que me conceda dizer tal modo que,ao escutar, te tornes melhor; e assim, ao escutares, não se arrependa aquele que falou.

Refutação da idolatria

Comecemos. Purificando de todos os preceitos que se amontoaram em tua mente; despojado do teu hábito enganador, e tornando, pela raiz, homem novo, vê não somente com os olhos, mas também com a inteligência, que substância e que forma possuem os que dizeis um é pedra, com a que pisamos,outro bronze, não melhor do que aquele que serve para fazer os utensílios eu usamos; outro é madeira que já esta podre; outro ainda é prata, que necessita de alguém que o guarde, para que não seja roubada; outro é ferro, consumido pela ferrugem; outro de barro, não menos escolhido que aquele usado para os serviços mais vis ? Tudo isso não é de material corruptível? Não são lavrados com ferro e fogo ? Não foi ferreiro que modelou um, ou ourives outro, e o oleiro outro? Não é verdade que, antes de serem moldados pelos artesãos na forma de agora têm, cada um deles poderia ser, como agora, transformado em outro? E se os mesmos artesãos trabalhassem os utensílios do mesmo material que agora vemos, não poderiam transformar-se em Deuses como esses?

E,ao contrário, esses que agora adorais, não poderiam transforma-se, por mão de homens, em utensílios semelhantes aos demais? Essas coisas são todas destrutíveis? A essas coisas chamais de deuses, as servis, as adorais, e terminais sendo semelhantes a elas. Depois,odiais os cristãos, porque estes não os consideram deuses. Contudo, vós que os julgais e imaginais deuses não os desprezais mais do que eles? Por acaso, não zombais deles e os cobris ainda mais de injúrias, vós que venerais deuses de pedra e de barro, sem ninguém que os guarde, enquanto fechais à chave, durante a noite, aqueles feitos de prata e de outro, e de dia colocais guardas para que não sejam roubados ? Com as honras que acreditais tributar-lhes, se é que eles têm sensibilidade, na verdade, os castigais com elas; por sacrifícios de sangue e gordura. Caso contrário que sejam feitas. Mas o homem, espontaneamente, não suportaria tal suplício, por que tens sensibilidade e inteligência; a pedra, porém, suporta tudo, porque é insensível. Concluindo, eu poderia, dizer-te outras coisas sobre o motivo que os Cristãos têm para não se submeter a esses deuses. Se o que eu disse parecer insuficiente para alguém, creio que seja inútil dizer mais alguma coisa.

 Notas :

Retirado de Padres Apologistas, Edição. Paulus , pág 19-20.

 

Check Also

sagrada_fam_lia_3_.jpg

Os irmãos de Jesus na visão dos Pais da Igreja

Algumas vertentes oriundas do protestantismo, em sua grande maioria, diz Jesus ter tido irmãos. Porém, …