Home / Veritas / Teologia / As fontes da teologia moral

As fontes da teologia moral

2. III. As fontes da Teologia Moral são a Sagrada Escritura, a Tradição, e a razão humana.

teologia_morala) A Sagrada Escritura contém ensinamentos e exemplos para a reforma dos costumes. Mas enquanto o Velho Testamento, além dos preceitos judiciais e cerimoniais, contém preceitos morais confirmados e aperfeiçoados por Cristo, o Novo Testamento, além de toda a doutrina moral do mesmo Cristo, nos oferece o exemplar da vida cristã na mesma pessoa do Divino Salvador.

b) A Tradição que se manifesta através dos decretos autoritativos dos Concílios Ecumênicos e dos Sumos Pontífices, das respostas das Sagradas Congregações, da autoridade unânime dos Santos Padres e dos Teólogos, oferece vasto campo para completar e esclarecer a palavra da Sagrada Escritura. Só a Igreja é, por vontade de Cristo, guarda e intérprete infalível da Escritura e da Tradição.

c) A razão iluminada pela fé, contribui amplamente para descobrir, expor e aplicar a lei natural impressa no homem, mediante conclusões de importância na vida prática.

3. IV. Divisão da Teologia Moral. 

 A Teologia Moral compreende uma parte geral e uma parte especial. A primeira, chamada também Fundamental, expõe os princípios gerais que servem de base a toda Moral. A segunda, pelo contrário, dá as normas que o homem por vontade Divina, deve observar para conseguir o seu último fim.

Algumas dessas normas são os preceitos necessários para levar uma vida cristã, outras são os meios para a realização da vida cristã.

(fonte: DEL GRECO, Pe. Teodoro da TorreTEOLOGIA MORAL – Compêndio de Moral Católica para o Clero em Geral e Leigos. São Paulo, 1959. Ed. Paulinas. Pg 24-25).

Check Also

Sobre o modo de aprender e meditar

“Dedico tão belo escrito a todo cristão que deseja progredir na vída intelectual de forma …