Home / Blog & Notícias / A Igreja é única rede capaz de fazer as coisas acontecerem no Haiti, afirma Bispo norte-americano

A Igreja é única rede capaz de fazer as coisas acontecerem no Haiti, afirma Bispo norte-americano

vaticanoWASHINGTON DC, 13 Jan. 11 / 11:40 am (ACI).- O Presidente do Comitê Especial do Episcopado dos Estados Unidos (USCCB) para atender ao Haiti, Dom Thomas Wenski, disse que “a Igreja permanece como a única rede no Haiti que é capaz de obter que as coisas sejam feitas”, no marco do primeiro aniversário do terremoto que devastou este país em 12 de janeiro de 2010.

Em uma nota publicada este 11 de janeiro pela USCCB, o também Arcebispo de Miami lamentou que “o governo haitiano e a comunidade internacional ignorem a Igreja em detrimento da meta principal de ajudar aos haitianos para que eles se ajudem a si mesmos”.
“Não podemos dar as costas para os nossos irmãos e irmãs do Haiti. Como pessoas de fé devemos recordar os falecidos e rezar por aqueles que ainda sofrem. Ao mesmo tempo seguiremos apoiando aos haitianos e recordaremos ao nosso governo o seu papel para trabalhar por um Haiti próspero e forte”.

Por outro lado, o Presidente do Episcopado norte-americano, Dom Timothy Dolan, manifestou sua solidariedade e proximidade com o Haiti em uma mensagem enviada ao Presidente da Conferência Episcopal do país caribenho, Dom Louis Kebreau.

No texto, o também Arcebispo de Nova Iorque expressa “a crescente preocupação e o apoio de nossa Conferência pela Igreja e o povo do Haiti” e assinala que “fazemos votos para que o Senhor com sua presença fortaleça nossos laços de comunhão e solidariedade”.

A mensagem do Dom Dolan foi levado a Porto Príncipe pelo Arcebispo de Nova Orleans, Dom Gregory Aymond, quem participou da Missa que presidiu o enviado do Papa Bento XVI e Presidente do Pontifício Conselho Cor Unum, Cardeal Robert Sarah. Este Cardeal levou uma doação de 1.2 milhões de dólares em nome do Santo Padre para reconstruir escolas e igrejas.

Por sua parte, o Arcebispo Ajudante de Los Angeles e Presidente do Comitê de Migração da USCCB, Dom José Gómez, apoiou uma série de políticas para contribuir com a imigração de haitianos e a reunificação com suas famílias, e propôs que “no mínimo não devemos ferir o Haiti. Deportar haitianos neste momento, especialmente aqueles com passado criminal, poderia desestabilizar o país”.

Os bispos dos Estados Unidos fizeram um chamado aos fiéis para acompanhar com orações e reflexões a população do Haiti, concretamente através de uma novena à Virgem de Guadalupe começando no dia 12 de janeiro para concluir no fim de semana do 22-23 do mesmo mês, data da coleta pela América Latina.

A USCCB informa ademais que na coleta realizada em 2010 logo do terremoto os católicos nos Estados Unidos reuniram mais de 85 milhões de dólares. Este fundo se usa para dar comida e alojamento aos haitianos e para reconstruir igrejas afetadas e casas de formação de congregações religiosas.

Check Also

Autoridade vaticana: A teologia da libertação não faz falta para cuidar dos pobres

ROMA, 26 Ago. 13 / 01:30 pm (ACI/EWTN Noticias).- O secretário da Pontifícia Comissão para …