Home / Blog & Notícias / O bêbe Joseph Maraachli indo pra casa depois de conseguir a traqueotomia

O bêbe Joseph Maraachli indo pra casa depois de conseguir a traqueotomia

ababyjoseph2O bebê Joseph Maraachli esta indo pra casa no Canadá depois que seus pais receberam ajuda do grupo pró-vida americano “Priests for Life” que os socorreram depois que o hospital canadense recusou fazer a traqueotomia para ajudá-lo a respirar.

Os pais de Joseph queriam que a operação fosse feita da mesma maneira que foi feita anos atrás na filha deles que faleceu com a mesma condição medica. Joseph agora pode respirar melhor enquanto essa doença rara em breve tirara sua vida.

Os médicos do Centro Medico das Crianças Cardinal Glennon em São Luis, Missouri, EUA fizeram a traqueotomia no dia 21 de marco e numa declaração, consideraram o procedimento “medico adequado” apos uma analise aprofundada do menino de 15 meses de idade que o hospital canadense se recusou em ajudar.

Hoje, os funcionários junto com Priests for Life, o grupo pró-vida que providenciou a ajuda financeira e logística para trazer o bebe Joseph e sua família para os Estados Unidos, informaram ao Lifenews.com que Joseph esta indo pra casa.

“Nossa missão em salvar o bebe Joseph e ajudar sua família não foi nunca baseada em nenhuma predição do futuro, mas sim no valor da vida dele aqui e agora.” disse o diretor do Priests for Life, Padre Frank Pavone. “Nossos críticos, por outro lado, olhando para uma bola de cristal, que os defensores do “direito de morrer” parecem sempre achar que eles sabem de tudo, alegando que nossa intervenção foi inútil, porque Joseph só acabaria tendo uma maquina fazendo a respiração por ele.”

“Nos não temos que responder aos criticismos deles; Joseph esta fazendo isso por nos, com cada respiro que ele Da. Ele foi beneficiado com a traqueotomia, esta respirando sozinho agora, e esta indo pra casa morar com seus pais, que irão amá-lo e cuidá-lo por quanto tempo mais Deus quiser dar a eles juntos.” Pavone continua. “A vitoria do bebe Joseph sobre a cultura da morte é especialmente poderosa agora que estamos nos preparando para a Páscoa, um momento que cristãos em todo o mundo celebram a vitoria de Jesus sobre a morte.”

Irmão Paul O’Donnel estava ajudando Joseph e sua família e ele disse ao LifeNews.com que Joseph iria ser transportado de volta para a cidade de Windsor, no Canadá. Chegando La, ele será checado por médicos e então levado para casa com sua família.

“Foi um privilegio ser um dos primeiros americanos a cuidar do bebe Joseph e da família Maraachli. Nos formamos uma equipe de lideres pró-vida e antí-eutanasia e montamos uma campanha de base para ter o bebe Joseph transferido para um hospital nos EUA.” disse irmão O’Donnel. “Joseph continua sendo um bebezinho doente, e seu tempo na terra possa sim ser curto. No entanto, quando ele chegar a morrer, sera Deus quem vai decidir e não os tribunais e os médicos. Agora esse pequeno terá um momento precioso junto com sua família rodeado de amor.”

Logo apos o procedimento, Joseph foi batizado, e seus pais disseram estar satisfeitos com a evolução.

Moe Maraachli, o pai de Joseph, comentou: “E um milagre. Meu filho agora tem liberdade. Estou muito feliz. Eu e minha esposa iremos respeitar as segundas opiniões do hospital em São Luis. Vamos aceita-la com todos os nossos corações pois Joseph teve seu direito humano de conseguir uma chance em obter uma segunda opinião. Quando Deus quiser tirar sua vida, Ele tirara, e ninguém pode dizer ‘Não’ a Deus.”

Em novos comentários ao LifeNews.com, Pavone adicionou: “A vitoria de Joseph sobre a cultura da morte é poderosa especialmente agora, que estamos nos preparando para a Páscoa, quando Cristãos do mundo inteiro celebram a vitoria de Jesus sobre a morte.”

“Quero elogiar a ótima e caridosa equipe do Centro Medico das Crianças Cardinal Glennon pelo seu excelente profissionalismo e sua Fe. Da mesma maneira quero agradecer a equipe do Kalitta MedFlight, em Michigan, que doou a ambulância área e a equipe para transportar Joseph de Ontario, CAN para São Luis, EUA no mês passado e estão transportando ele de avião pra casa hoje também. Obrigado também pelos muitos grupos e inúmeras pessoas que foram adiante, falaram, doaram, e ajudaram a intervir para essa criança.” ele disse. “Priests for Life esta feliz e humilde em ter participado numa pequena parte em tornar esse dia alegre possível. Pedimos a todos que juntem-se a nos em oração por Joseph e sua família.”

Joseph sofre de Sindrome de Leigh, uma doença genérica neurometabólica rara. A doença de Leigh, também conhecida como Subacute Necrotizing Encephalomyelopathy (SNEM), e uma doença neurometabólica rara que afeta o sistema nervoso central, nomeado por Denis Archibald Leigh, um psiquiatra britânico que descreveu a doença em 1951.

Essa condição, tipicamente, afeta crianças entre a idade de três meses a 2 anos, mutações no DNA mitocondrial ou o DNA nuclear causa degradação das habilidades motoras e eventualmente morte. Células cruciais no tronco cerebral sofreram uma mutação no DNA, e isto provoca uma falta crônica de energia nas células, que afeta o sistema nervoso central e inibe as funções motoras. No momento não ha cura para esta doença, e crianças como Joseph raramente vivem mais do que 2 ou 3 anos depois do descobrimento da doença.

Pavone disse que os custos médicos da família estão se acumulando e pode chegar ate entre $100,000-$150,000 no total.

Notícia anterior sobre este assunto : Padre salva bebê da cultura da morte

Tradução: Anala Paula – Apostolado Paraclitus

Check Also

Autoridade vaticana: A teologia da libertação não faz falta para cuidar dos pobres

ROMA, 26 Ago. 13 / 01:30 pm (ACI/EWTN Noticias).- O secretário da Pontifícia Comissão para …