Home / Blog & Notícias / Padre processa site pró-vida em U$500 mil

Padre processa site pró-vida em U$500 mil

“Eu sou pró-escolha e não há bispo no mundo que me impedirá de receber a Comunhão, nem mesmo o Papa!” – Pe. Raymond Gravel

Meio milhão de dólares é o pagamento exigido pelo padre “pró-escolha”, pró-casamento-gay, e ex-deputado canadense, Pe. Raymond Gravel, em ação judicial movida contra o Life Site News, o principal site de notícias pró-vida do mundo, por calúnia. O processo é motivado, entre outras coisas, por causa do termo “pró-aborto” usado pelo site para fazer referência ao padre.

Padre Gravel responsabiliza o site por ter sido removido, em 2010, da função de catequista na diocese de Joliette, Quebec, no Canadá. Em 2007, após apoiar a condecoração do governo canadense ao Dr. Henry Morgentaler (dono da maior rede de clínicas de aborto do Canadá) e depois de opor-se ao projeto de lei C-484 (que, como o DPVAT brasileiro, consideraria a vida do feto distinta da vida da mãe – o projeto não foi aprovado pelo Parlamento canadense), o Vaticano exigiu que o padre canadense escolhesse entre a vida política ou o sacerdócio. Ele decidiu não concorrer às eleições federais de 2008 e acusou “a mídia conservadora” (uma referência ao Life Site News) de promover uma campanha contra ele.

Se a justiça for favorável ao padre, o site pró-vida terá que pagar o montante exigido, o que corresponde à toda receita de um ano das atividades do Life Site News. Os editores do site apelam a seus leitores, em todo mundo, para colaborarem com doações afim de que possam arcar com as despesas judiciais e continuar com o trabalho em defesa da vida.


Check Also

Autoridade vaticana: A teologia da libertação não faz falta para cuidar dos pobres

ROMA, 26 Ago. 13 / 01:30 pm (ACI/EWTN Noticias).- O secretário da Pontifícia Comissão para …