Home / Blog & Notícias / Clínica de aborto nos EUA é fechada após orações de exorcismo

Clínica de aborto nos EUA é fechada após orações de exorcismo

427602_284352768302638_160032204068029_676832_1156195750_n
Católicos protestam diante da clínica abortista Rockford's Northern Illinois Women's Center

 

Washington (Segunda-feira, 27-02-2012, Gaudium Press) Após orações de exorcismo realizadas por sacerdotes católicos, a clínica abortista Rockford’s Northern Illinois Women’s Center, em Rockford, estado de Illinois (EUA), fechou suas portas. A clínica estava em funcionamento há quase 40 anos e realizava de 25 a 75 abortos por semana.

Um dos integrantes da Rockford Pro-Life Initiative, Kevin Rilott, observou que somente após autorização do Bispo de Rockford, Dom Thomas Doran, em 2009, é que os sacerdotes iniciaram suas orações ao redor da clínica abortista.

Segundo Rilott, “Entre duas a três semanas depois de que os sacerdotes começassem a fazer estas orações, o número de abortos começou a diminuir. Em poucos meses, o número de abortos reduziu-se pela metade, e o número de mulheres que procuravam nossa ajuda provavelmente duplicou”. A clínica de Rockford, reduziu seus dias de trabalho de três para dois dias.

No mês de setembro de 2011, agentes de saúde do governo americano constataram que a clínica de Rockford não cumpria com os requerimentos mínimos para procedimentos clínicos em suas três salas de operações, o que causou o seu fechamento temporário.

Após o pagamento de uma multa de por cerca de dez mil dólares, o departamento de saúde pública levantou a sanção no início deste ano. Eentretanto a clínica anunciou seu fechamento definitivo através de sua página web.

Barack Obama e o aborto

O atual presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, ao longo de sua gestão como senador pelo estado de Illinois, evitou por diversas vezes que fossem aprovadas leis estaduais que visavam a proteção de bebês que estavam prestes a nascer.Durante esse período Obama defendeu a ideia de que não se pode exigir para uma pessoa que ainda está no ventre de sua mãe os mesmos direitos de alguém já nascido.

Como presidente, Barack Obama decretou em 20 de janeiro deste ano, através do Departamento de Saúde e Serviços Humanos, que os empregadores, mesmo os religiosos, devem pagar seguros que incluam anticoncepcionais, esterelização e alguns fármacos abortivos.

Devido a uma grande reação de organizações religiosas e dos Bispos americanos contra a nova lei, há poucos dias atrás o Presidente tentou “emendar” a situação, mas, na prática nada foi mudado. As obrigações exigidas na nova lei continuam e e elas deverão ser cumpridas a partir de agosto de 2013.

Uma das primeiras organizações católicas a ter iniciado um processo contra a administração de Obama, foi a empresa televisiva “Eternal Word Television Network” (EWTN).(EPC)

Com informações da ACI Digital.

Check Also

Autoridade vaticana: A teologia da libertação não faz falta para cuidar dos pobres

ROMA, 26 Ago. 13 / 01:30 pm (ACI/EWTN Noticias).- O secretário da Pontifícia Comissão para …