Home / Blog & Notícias / Foto de bebê abortado na China de 9 meses em aborto forçado circula na internet, desperta indignação

Foto de bebê abortado na China de 9 meses em aborto forçado circula na internet, desperta indignação

china_baby-460x345Cidade de Linyi, província de Shandong, China, 03 de abril de 2012 (LifeSiteNews.com) – Uma foto arrepiante circulando na China mostra o corpo de um bebê de 9 meses de gestação submerso em um balde de água, aparentemente uma vítima da “Política do filho único” do pais.

“Digital Journal” informa que a fotografia, em que a cabeça e o braço de uma criança pode ser visto debaixo d’água em um balde grande e vermelho no chão, foi enviada para a empresa chinesa de serviços da web, o Baidu, antes de ter circulado no Weibo, uma versão do Twitter no país, na semana passada.

O aborto parece ter ocorrido em 26 de março depois que a polícia chinesa de planejamento familiar na cidade de Moshan caçaram a família porque o casal já tinha um filho.

De acordo com relatórios em inglês sobre o post original, a mãe grávida foi violentamente pressionada quando então ela recebeu uma injeção para induzir o parto, após o qual o bebê “ainda deu um grito quando ele saiu”, mas foi deixado em um balde para afogar.

Em resposta à foto, Reggie Littlejohn dos Direitos da Mulher Sem Fronteiras, que se opõe a política chinesa do filho único, confirmou que os abortos tardios e infanticídios são meios comuns de fazer cumprir a regra de população de um só filho da China.

“Estes procedimentos violentos podem acontecer até o nono mês de gravidez”, Littlejohn declarou para LifeSiteNews.com. “Às vezes as próprias mulheres morrem junto com seus bebês. O aborto forçado é a guerra da China contra as mulheres. É o estupro oficial do governo. “

“Os bebês de termo completo são injetados com veneno em seus crânios ou afogados em baldes”, continuou ela. “Se o Partido Comunista Chinês quer ser um membro respeitado da comunidade internacional, ele deve parar com o aborto forçado e o infanticídio.”

A imagem e a história alegadamente tem atraído intensa indignação em toda a China através Weibo, que tem cerca de 260 milhões de usuários, uma vez que a foto começou a circular na quinta-feira.

Um comentarista citado por Tiros de Pequim e vindos da Cidade do Linyi alegou ter presenciado ele mesmo tais medidas realizadas contra os nascituros, e confirmou que as autoridades chinesas “atacam as futuras mães como vampiros que vêem sangue”.

“No hospital, uma mulher grávida foi arrastada por vários homens fortes e musculosos para a sala de operação e eles não relaxaram sua vigilância até que ela foi injetada com a droga. Eles disseram, ‘Outro realizado.’ Mas aquela mulher grávida estava próxima de ter bebe! E sua família não sabia que ela foi seqüestrada aqui. Mais tarde eu soube que ela foi capturada quando ela estava numa feira,” escreveu o comentarista.

Artigo por LifeSiteNews.com

[Traduzido por Ana Paula Livingston – Apostolado Spiritus Paraclitus]. Disponível em: http://www.lifesitenews.com/news/photo-of-baby-aborted-in-china-at-9-months-in-forced-abortion-circulates-on

Check Also

Autoridade vaticana: A teologia da libertação não faz falta para cuidar dos pobres

ROMA, 26 Ago. 13 / 01:30 pm (ACI/EWTN Noticias).- O secretário da Pontifícia Comissão para …